NOTÍCIA

Secretaria de Cultura começa a cadastrar artistas interessados em trabalhar na Cidade do Natal

Secretaria de Cultura começa a cadastrar artistas interessados em trabalhar na Cidade do Natal 06 Novembro 2017 por:
Equipe Horizonte MS
Foto: Cristiana Carneiro 
 
 
 
 
 
A Prefeitura Municipal de Campo Grande, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turimo (Sectur), lançou na semana passada três editais de contratação para o projeto Cidade do Natal 2017, que ocorrerá nos altos da Avenida Afonso Pena, neste fim de ano.
 
Todos eles estão publicados no dia 1º de novembro, em edição extra do Diogrande, nº 5.046, que pode ser conferido no link http://portal.capital.ms.gov.br/diogrande. Interessados nos três concursos precisam realizar a inscrição até o dia 16 de novembro.
 
O edital de número 24/2017 selecionará artistas das linguagens de música acústica, teatro e dança com o cachê no valor de R$ 1.000,00 (Um mil reais). Serão escolhidas 15 atrações das categorias, respeitando o conceito do projeto. As apresentações terão 1 hora de duração e serão iniciadas em 8 de dezembro com término previsto para 6 de janeiro de 2018.
 
Quanto ao edital número 25/2017, a Sectur selecionará escola de samba para levar animação carnavalesca à Cidade do Natal. A agremiação deve estar composta com bateria e passista e receberá o valor de R$ 3.500, 00 (três mil e quinhentos reais) para se apresentar no dia 31 de dezembro das 21 horas às 22 horas. Apenas uma escola de samba será selecionada.
 
Por último, por meio do edital 26/2017,  serão escolhidas 13 atrações musicais com banda. Instrumentistas, cantores solo, dupla ou grupo com banda disputarão o cachê de R$ 2,500.00 (dois mil e quinhentos reais). A apresentação será de 90 minutos. Os gêneros e estilos musicais selecionados serão de MPB, rock-pop, samba de raiz, chorinho, sertanejo de raiz e música instrumental (erudito, blues ou jazz).
 
Este ano o projeto  Cidade do Natal tem como objetivo promover o desenvolvimento social, cultural e econômico por meio de atividades culturais e de lazer, além de dar oportunidade à comercialização de trabalhos manuais, artesanato e comidas típicas ao som  de shows, mostra de dança e teatro com artistas locais.
 
 
 
Fonte: A Crítica 
 
 

VEJA TAMBÉM

ENQUETE

Michel Temer presidente: com uma série de propostas impopulares para resolver, Temer vai conter a crise econômica?
sim
nao