COLUNAS

Verso Verde 3ª Edição

POSTADO EM 24 ABR 2012 por: Janet Zimmermann Verso Verde 3ª Edição

 

sua 

 
Reconhecerei as flores do seu jardim.
Basta soltar suas pétalas às correntes do sem fim
Que elas invadirão meu sentido do cheiro
Daquele seu verso primeiro...
 
Virão impregnadas do aroma da sinceridade,
Suas palavras germinadas na humildade.
De tão belas, provocarão admiração
E serão aplaudidas, mágica criação...
 
Sei que irão pra outros quadrantes,
Sua poesia d’asa mineira, 
Deleitosa e sábia como dantes...
 
Do céu do horizonte grande
Ao véu do campo belo, 
A imprescindível e sua pousará neste verde...
 
JanetZimmermann
 
 
 
 
Nesta 3ª Edição, com muita honra e carinho, versoVERDE hospeda esta encantadora de palavras, a mineira  Paula Quinaud...
 
 
 
 
“canto 
ponto 
traço 
chão 
caio não... 
ex-quina 
de quina! 
tá'qui: 
de quina ud”

 

 

Designer de Ambientes e Produtos, por profissão. Especialista em Arquitetura Contemporânea e Cinema (cenografia), por interesse. Professora na UEMG – Escola de Design, das disciplinas Prática Projetual e Orientação de Monografia e Projeto de Graduação, por pura vocação. Mãe em tempo integral, por um amor imenso. Catadora de palavras, por necessidade absoluta...




:::aos poetas de todos os dias:::

belo dia e o verso não vem.
mais arteiro que mau, perde a hora.
pois se a musa não faz de rogada,
o verbo se faz de ninguém.
a catarse vital se faz longe.
e a palavra servil, caprichosa,
sai dançando entre riscas e notas.
e arisca e distante e louca,
some grave...
e a rima, que é tanta, anda prosa.
ri marota, ao farrapo da escrita.
rima rota!
sem rumo e sem eixo.
diz-com-texto.
e assim fica tudo estancado.
abafado.
a consciência plena.
o sentimento plano.
e o poema, adiado...
mas  a alma pelada de medo,
vai  vagando ao bailado da sorte.
só e sempre.
como eterna catadora de palavras.

paula quinaud
 

 




 

:::bailarina:::

bailarina, feiticeira.
borboleta madrigal.
que com asas cria vento,
pisca, nasce furacão.

brota cedo,
voa longe.
pare e mata, virginal.



ganha o céu,
cai à terra.
chove choro, temporal.
mar e pousa .
fada prosa,
leva, leve, seu quinhão.
rosa  d’alma cravejada .
fere os cravos, despedaça.
o remédio é só porção.
de tempo...
reza, luta.
falsa maga,
pó de espera,
encarna ação.
vela acesa,
beija sapo.
segue  coxo o coração.
fêmea, santa, benzedeira.
cresce junto com aflição.
boa, louca, curandeira,
o veneno vem no peito,
sara bem e mal, diz são.
com o verbo inventa o canto.
re feitura, re feição.
cara nova a cada dia.
puxa a dança.
rasga a fala.
viva , queima na fogueira.
e só porque quer...

paula quinaud









:::sei tão pouco das coisas da terra:::

 

me rendi às perguntas dos homens.
me perdi nas respostas dos credos.
caí.
o momento é crucial...
as cruzes,  pesadas demais.
que faço eu que não sei rezar?
troquei de mau com os deuses do mundo,
faz muito.
fui negligente aos ditos dos céus,
fiz pouco.
a coragem que está em mim,
não grita mais.
no máximo sussurra ajuda.
e o coração segue seco em sonho e tolerância.
perco o perdão.
peço passagem.
traço caminhos que não sigo,
pra despistar um destino que não quero.
e me esconder de mim...
de nada vale.
me escapam as migalhas do que sou.
fazem-se rastro.
me descubro.
e nua, me encontro.
me alcanço no pouco que creio:
no sorriso sincero que me dão.
e na força do medo.
e no remédio do tempo.
mais na lida que na sorte.
fora isso, nada sei.

por não mais, desejo fé.
e tudo que dela advenha.

paula quinaud









moto-perpétuo

é algo que não finda.
quando descansa,
lavra o chão da palavra,
a paulinha,
que tem seis olhos
pra zelar e amar,
e mais dois para amar e amar...
ainda
 tem a labuta,
o leão
e tudo enfim,
e por fim,
a poesia desvelada...
é de quina,
la quinaud,
mas não há esquina
na lua do anil...
porque paula quinaud
é circuLar...
 



BUSCA:


- Antologia Poética de Paula Quinaud - Grupo Poematize-se!


- Grupos Botequim das Artes, Vidráguas e Poemagite-se.


Blog  de quina: http://dquina.blogspot.com.br/.


- Imagens da poetisa: Facebook Paula Quinaud


- Imagem pássaro: Fazenda Baía Grande  https://www.facebook.com/Pantanalsul


www.fazendabaiagrande.com.br


- Imagem/Arte: Pablo Picasso - “Mulher lendo e ouvindo outra coisa” - Wikipédia


- Vídeo do Youtube:  http://youtu.be/j32B7tz-5Cs


 

 

VEJA TAMBÉM

ENQUETE

Michel Temer presidente: com uma série de propostas impopulares para resolver, Temer vai conter a crise econômica?
sim
nao