COLUNAS

Quando sonhamos com a pessoa amada

POSTADO EM 02 AGO 2017 por: Cleir Edson Pereira de Deus Quando sonhamos com a pessoa amada
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Escrevi este poema após ter vivido o quarto amor... sim, o quarto amor da minha história de homem fascinado por este ser Maravilhoso: a Mulher!
 
São viagens poéticas sobre a arte de se amar a uma mulher em plenitude, por inteiro, não pela metade, mas pelo todo e por tudo.
 
 
Os sonhos que sonhei...
 
Os sonhos que sonhei desde menino me tornaram o homem que hoje sou...
 
E neste homem há muito mais do menino que
 
Um dia... Muitos dias...
Uma noite... dezenas de noites...
Uma lua... Muitas luas...
Um sol... tantos sóis...
Uma manhã... centenas de manhãs...
Várias tardes... inúmeras tardes...
Uma chuva... demoradas chuvas
 
Perguntou: ela vem?!
 
E sem resposta, ele - o menino ficou.
 
Mas teimoso, o menino - continuou...
 
E num outro dia... Muitos outros dias...
E noutra noite... Muitas outras noites...
E numa lua... Em tantas outras luas...
Em um sol... tantos sóis...
E em certa manhã... Manhãs demais...
Também nas tardes... Em muitas tardes...
Muita chuva... quanta chuva...
 
Tornou a perguntar: ela vem?!
 
E o menino ainda sem resposta continuou.
 
Até que um dia - homem feito - feito homem se tornou - e por pura - pela mais
pura teimosia perguntou:
 
Ela vem?!
Sim! Disse a santa!
Rita de Cássia assim falou!
Então no som do coraçaõ, aconteceu e o sonho se realizou!
 
Mas eis que então ele abriu os olhos e acordou.
 
E o sonho se apagou...
 
E o então menino - agora homem - fez-se poeta para sempre... eternamente viver
do sonho que
 
Um dia... em muitos dias!
Uma noite... em muitas noites!
Uma lua... durante tantas luas!
Um sol... por vários sóis!
Certa manhã... em inúmeras manhãs...
Uma tarde... por tantas tardes!
Muitas chuvas... e quanta chuva ele tomou!
 
UMA VIDA INTEIRA ELE SONHOU!!!
Eusoucleir
 
Dedico a todas as mulheres que amei INTENSA E APAIXONADAMENTE e com as quais experimentei e vivi algo Maravilhoso e Abençoado em um dia – em muitos dias –numa noite – em noites sem fim – em manhãs demais e em muitas madrugadas – em tantas manhãs e em tantas madrugadas – sob incontáveis luas e infinitos sóis – e a elas expresso minha Eterna gratidão!
 
 
eusoucleir
 
 
 
 
 

VEJA TAMBÉM

ENQUETE

Michel Temer presidente: com uma série de propostas impopulares para resolver, Temer vai conter a crise econômica?
sim
nao