COLUNAS

Dr.Pedro Pedrossian, e o Parque das Nações Indígenas!

POSTADO EM 07 OUT 2017 por: José Paulo da Silva Villalba Dr.Pedro Pedrossian, e o Parque das Nações Indígenas!

 

“Venho para somar ideias, esforços, recursos e dedicações, para multiplicar as oportunidades de trabalho, os bens, e os empreendimentos, para dividir a riqueza produzida, os benefícios colhidos, a Glória e o Sucesso das Realizações”.

Pedro Pedrossian – Governador do Estado – 1971.

 

 

Dr. Pedro Pedrossian, nasceu a 13 de agosto de 1928, na cidade de Miranda – MS. Por isso, o “Homem de Miranda”.  Foi Governador de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Governou o Estado de 1966 a 1971. Em 1978, foi eleito Senador, renunciando ao mandato em 1980, para assumir, como Governador nomeado, permanecendo até 1983. De 1991/1994, governa novamente o Estado, eleito pelo voto direto.

Foi num domingo, sob um sol forte, às 8h por ai, que fazendo minha caminhada no Parque das Nações Indígenas, nos altos da bonita e representativa Avenida Afonso Pena, que fui refletindo, sobre a importância e a beleza desse parque. Como diz a música: “Pensamento Voa”. E o assunto, foi se alongando, chegando até seu idealizador e criador: Dr. Pedro Pedrossian. E num grito surdo, saiu essa frase:

“Que beleza, o Parque das Nações Indígenas”.

Após a conclusão de meus estudos em São Paulo, de volta a Campo Grande, indagava-me: Porque a Cidade Morena, não possui Parques? Já que, São Paulo possuía inúmeros Parques.  E aos domingos havia shows, e muitas outras atividades desportivas e de lazer.

Era final dos anos de 1970. E o tempo foi passando, e em Campo Grande, nada de Parques.

Foi nos anos 90, que Dr. Pedro, novamente ganhou eleição, para o Governo do Estado.

Eis, que para felicidade geral, da cidade de Campo Grande, e, do Estado de Mato Grosso do Sul, que esse visionário, que como, disse no paragrafo acima, havia governado o Estado, em alguns períodos a partir dos anos 60, volta pelos braços do povo, para concluir mais obras, de muito, que já havia realizado, em anos anteriores.

Esse utopista, sonhador, arrojado, audacioso, sem medo.  Uns dos mais importantes, homens públicos do Estado. Emérito administrador! Desbravou e modernizou o Estado. Buscou o seu desenvolvimento!

Algumas de suas ações: Criou as Universidades Federais de Mato Grosso e de Mato Grosso do Sul; implantou Redes de Energia; Abriu Estradas; Centros Educacionais e Desportivos; Hospitais; Sede Administrativa do Estado (Parque dos Poderes), e tantas outras obras importantíssimas, para o desenvolvimento do Estado.

Fico imaginando, Juscelino Kubitschek, Presidente, e Pedrossian, como um de seus Ministros de Obras e Desenvolvimento. Ganharia e muito, o Brasil, e os brasileiros, porque com certeza, o incremento de atividades de infraestrutura, seria imenso.  A autoestima, dos brasileiros iria as nuvens!

Recordo-me, ainda garoto, na cidade fronteiriça de Bela Vista, com Bella Vista Norte, Paraguai, no ano de 1965, quando Dr. Pedro, foi pela primeira vez, candidato ao Governo do Estado. Uns de seus “slogans” marcaram-me, fortemente. Talvez pela voz do locutor, que ressoava, nos alto-falantes ou, nos carros de propaganda, que circulavam pelas ruas poeirentas da cidade. Ou pelo acirramento das eleições, naquele ano, ou ainda, pela juventude do então candidato. “Um moço, engenheiro”, despontando como uma liderança jovem!

Nos dias atuais, me vejo repetindo, seu “slogan”: “Vote em Pedro Pedrossian, e Lenine de Campos Póvoas”. Era Mato Grosso uno. Dessa forma pra facilitar a eleição o Candidato a Governador Dr. Pedro da região Sul, e Lenine da região Norte.

Foi uma eleição acirrada e muito disputada, mas no final, venceu Dr. Pedro Pedrossian, e seu Vice Lenine. Foi uma vitória consagradora.

Voltando ao governo dos anos 90. E num domingo a tarde, novamente passeando, pelo Parque das Nações Indígenas, fui observando, aquela multidão de pessoas; famílias, crianças, jovens e adultos passeando por todos os cantos do Parque..

Chamava-me atenção, aqueles garotos/adolescentes, com seus bonés estilosos, sobressaindo em suas cabeças. Com seus skates, bicicletas e sempre alguém carregando o nosso tradicional tereré. Grupos que sentavam, nas gostosas sombras, e a prosa corria solta. Os parquinhos para crianças, superlotados. Flora e Fauna exuberantes. Belas árvores (mangueiras, jaqueiras, amoreiras, ipês e tantas outras...), animais como: Capivaras, Cutias, Quatis, cruzavam as vias. E muitas aves: Quero-Quero, Curicacas, Curujas, Piriquitos, Pombas e muitas revoadas de passarinhos e tantas outras... E no lago, Patos nadando, muitos peixes e mais os Caiaques, deslizando sobre as águas.

Sempre pensando, concluí: Como esse Parque, fez bem para as pessoas, em todos os sentidos. Saúde, práticas desportivas, culturais e muito mais. E o melhor, foi que a partir desse Parque, outros Parques foram surgindo, tanto nos bairros de Campo Grande, como em várias cidades do interior do Estado.

Por essas e outras, especialmente nós Mato-grossenses, e hoje Mato Grosso do Sul, temos uma dívida de gratidão, que jamais podemos esquecer, esse, que sem dúvida foi uns dos mais importantes homens, para o desenvolvimento de MS.

Dinâmico, talentoso, arrojado, Dr. Pedro, tinha como símbolo de sua administração, “uma Estrela”. Quer, símbolo mais significativo? Essa estrela, talvez represente o infinito, o distante, o longe, apontando para todos os lados. E aonde nossa visão não chegasse, vinham os sonhos... Estrela essa, símbolo ou escudo do seu time de coração, o Glorioso Botafogo de Futebol e Regatas, e nesse particular, meu time também.

Sua excelência, sonhou, e materializou suas iniciativas. E assim, Dr. Pedro Pedrossian, expressivo líder político, realizador brilhante, concretizador de sonhos, idealizador de obras significativas e importantes, no mês de agosto, de 2017, aos 89 anos, nos dá adeus, partindo para eternidade.

Vagando para o infinito pela “estrada larga do céu” (frase do poeta, Nativista Gaúcho, Noel Guarani). Desembarcou no mais azul do horizonte. Chegando ao infinito disse: “Senhor Deus, com todo respeito, existe Parques, por aqui? Já que não vi nenhum. Bom, mas você, acaba de chegar. Venha e veja... Mas esse, que aparece, é igual o Parque das Nações Indígenas...  Isso. Vejo uma única diferença. Seu formato é o de uma “Estrela”. Essa é a homenagem, que os Anjos,  Santos e eu,  lhes prestamos, pelo muito que fez, para a população do seu Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. E o formato de “Estrela”, é a do seu time de coração, e a marca registrada de suas obras. Seja Bem Vindo..!

Dr. Pedro Pedrossian, virtuoso homem Mato-grossense e Sul-Mato-grossense! Gracias e ou, muito obrigado!

 

 

J. Paulo Villalba

Servidor Público da UFMS

 

VEJA TAMBÉM

ENQUETE

Michel Temer presidente: com uma série de propostas impopulares para resolver, Temer vai conter a crise econômica?
sim
nao